Segunda-feira, 31 de Julho de 2006

Trinta & Um

Dia complicado este, hoje deixo de ser um "gajo a caminho dos 30" e passo a ser um "gajo trintão" Estou a ficar "cota", mais uns anos e ja me vêm sentado a lareira a beber uns chazinhos e a comer uns "biscoitos"....

A Idadade ja começa a pesar...

sinto-me: Doente...
música: Love Generation

publicado por fartodotrabalho às 01:46
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
Domingo, 23 de Julho de 2006

Amor, Sexo, Fim

Preciso de me desenvencilhar do cinismo da escrita, que enfeita a verdade e a dissimula, impondo-nos sentidos contrários. Tantas palavras polvilhadas sem parcimónia como especiarias em excesso, têm vindo a disfarçar o sabor do que quero de facto dizer-te.
Desde que nós, homens, nos largámos as caudas de girino pelos chãos sulfurosos e nos abalançámos a braços e pernas e alma, que tendemos a confundir as urgências da carne com a paixão e esta, com a vontade de envelhecer junto. Andamos ao engano desde o início dos tempos, a tentar fintar a Natureza e a querer convencê-la de que o prazer estúpido com que em boa hora resolveu dotar-nos os pontos cardeais, não é mero engodo para que embarquemos mecanicamente na perpetuação da espécie, mas algo de mais profundo e inexorável que nos enobrece a condição. Estou certo de que alguma confusão destas terei feito para me ter convencido de que te amava enquanto ardia por dentro à sexta-feira à noite.
Hoje, quando tenho a certeza do que apenas quereria de ti (uma hora, uma tarde, e só porque não suporto não saber como poderia ter sido), quero dizer-te que te amei, sim, mas que acabou. Não te amo mais porque não te posso ter e porque que foram demais, as palavras gastas na camuflagem de guerra. Bastariam mais ou menos três: Amor. Sexo. Fim. Não necessariamente ao mesmo tempo nem, obrigatoriamente, por esta ordem. Ficamos, então, assim e eu prometo não mais confundir o meu desejo animal com a tua solidão. E que me releves o atrevimento, afinal, todos sabemos: o Amor é a brincadeira preferida dos adultos.




(Musica- Scorpions Wind of Change)

publicado por fartodotrabalho às 15:15
link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito
Domingo, 16 de Julho de 2006

Ainda espero por ti

Sabes, ainda aqui estou, nesta esquina onde um dia prometeste que me surpreenderias. Mantenho-me de pé, indiferente aos gracejos de pedra das soleiras das portas, aos perigos acrescidos do buraco do ozono e ao adornar dos algerozes, que vão deixando cair os restos da invernia. Para passar o tempo, vou espreitando quem passa. Reparo, por exemplo, nestes cães, que levantam a perna e aliviam a solidão dos donos no tronco carcomido da única árvore que resta, uma amoreira de copa mirrada que se esgalga por entre as paredes inclinadas daqueles dois prédios ali, os mais antigos da rua. Cá continuo, nesta esquina de arestas limadas de tanto que nelas me rocei de desejo, à espera que me chegues inopinada e te fixes nas veias salientes do meu pulso como se nelas decifrasses um código de barras, que entrelaces os teus dedos nos meus a brincar, fazendo com eles uma jangada de pauzinhos, daquelas difíceis como um rendilhado de bilros, e que distraias esta minha verticalidade teimosa com os teus ares de nobreza fingida...Ainda aqui estou, nesta esquina onde sabes que te espero (onde sabes que te estou a mentir).




(Musica Ivete Sangalo- Se eu não te amasse tanto assim)




Obrigado pelo teu Xi Coração ao som desta musica


publicado por fartodotrabalho às 20:44
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
Quarta-feira, 12 de Julho de 2006

Onde Estavas?

Será que como eu sentes o quão desnecessário se torna falar quando os nossos olhos se devoram?

Pressentes a minha presença quando te envolvo no meu olhar melífluo de quem te adora e ainda não sabe?

Sentes como eu que infindáveis prazeres nos esperam, quando creio entrever nos teus gestos infinita ternura...?

Será ilusão a candura no tratar e o teu terno olhar?

Diz me por que terras passaste e que estradas percorreste para que somente agora nos encontrássemos?

Pudesse eu condensar a tua vida numa pílula adocicada e toma-la de um só trago!

Num momento só Te conhecer e apropriar-te!
Penetrar nas taus células; anestesiar os sentidos e viver para ti!

Conta-me que passos te amedrontaram e que obstáculos derrubaram.

Preciso saber-te de cor!

Quero despojar-me do papel-dinheiro e livrar-me do vil metal que atordoa o sentir!

QUERO SÓ SENTIR!

Deixa-me só sentir-te e amar-te a alma, escutando...


You can buy all the sex you want
But baby your love is priceless




(Musica Ben Harper - She´s only happy in the sun)

publicado por fartodotrabalho às 08:09
link do post | comentar | ver comentários (5) | favorito
Domingo, 2 de Julho de 2006

Eu sou eu

...eu sou eu e a solidão. sou os dias longos e os sorrisos longe. sou a ilusão dos meus dias iguais e baços, e a consciência das possibilidades. eu sou a vida dos outros e o esforço sempiterno de mudança. eu sou eu e a solidão de te saber aí, e ainda assim não te maçar




(Musica Scorpions - You & I)

publicado por fartodotrabalho às 21:46
link do post | comentar | ver comentários (5) | favorito

.mais sobre mim


. ver perfil

. seguir perfil

. 2 seguidores

.pesquisar

 

.Dezembro 2006

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30

31


.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.Engates recentes

. Near the end...

. Quando eu te falei em Amo...

. Outra vez natal...

. As coisas boas da Vida

. Quero-te aqui

. The Wall

. Ouvir o Silencio

. Eu vou...

. Cantas Comigo???

. Cadeira Horrível!!!

.Engates Passados

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005